Riachão nasceu Clementino Rodrigues em Língua de Vaca, bairro do Garcia, em Salvador. Seu modo peculiar de compor tem características de crônica. Em suas letras, quase sempre irreverentes, desfila o povo baiano da antiga Salvador, com suas baianas de acarajé, seus malandros de terno branco e seus capoeiras atrevidos.